Traga livros para doar, trocar e emprestar.

Haverá diversas atividades, como contação de histórias, sessões de filmes (com histórias que giram em torno de livros), lançamento da Exposição “Bordados que Falam”
e inauguração da Casa do Livro, que ficará circulando pelas praças de Cunha, disponível para doação, troca e empréstimo de livros. E muito mais!

O local escolhido foi a Praça José Epifânio (Praça do Alto do Cruzeiro), em Cunha (perto da Santa Casa).

Essa é uma realização da Escola Carlito Maia, com o apoio do Instituto Cultural da Cerâmica de Cunha (ICCC), da SerrAcima, do grupo Mulheres Tecendo Ações e da Secretaria de Turismo e Cultura de Cunha.festa de livros

Desta vez, foram os alunos da outra turma da Escola Carlito Maia, do Curso de Cerâmica para a Terceira Idade, que visitaram a Comunidade da Várzea do Tanque, com o professor Zé Augusto, para vivenciar um dia de aprendizado e integração.

Veja algumas fotos!

Alunos do Curso de Cerâmica para a Terceira Idade, da Escola Carlito Maia fizeram visita à Comunidade da Várzea do Tanque, onde boa parte dos moradores se tornou ceramista, graças a um projeto desenvolvido pelo Instituto Cultural da Cerâmica de Cunha (ICCC).
O professor do curso da Carlito Maia, Zé Augusto, é dessa comunidade.
Veja algumas fotos do dia de visita e, claro, também da boa comida e quitutes da roça, que não poderia faltar:

 

Aconteceu, no dia 4 de novembro, a Oficina Gratuita de Fotografia “A Revelação da Máquina”, com Natália Tonda, nas dependências da Escola Carlito Maia, em Cunha.
Essa atividade é o resultado da parceria entre a Secretaria de Turismo e Cultura de Cunha, o Museu da Imagem e do Som e da Secretaria de Estado da Cultura e Economia Criativa.

rodapé

17 de outubro foi dia de fazer algo mais com o celular além de tuitar, feicebucar, zapear, instagranear…
Foi dia de animar o celular, criativamente, com a oficina “Seu celular é animado?”, realizada nas instalações da Escola Carlito Maia, com Eliana Célia Ribeiro.

Cerca de 12 inscritos tiveram a oportunidade rara e souberam aproveitar muito bem. Destaque-se que a maior parte nunca tinha feito animação em celular e encarou o desafio.

Depois de um dia de muito trabalho, chegou a hora de “lamber a cria”. À noite, às 19 h, no Espaço Cultural Elias José Abdalla (Cinema), foram apresentadas as animações produzidas durante o dia.

Essa oficina gratuita foi o resultado de parceria entre a Secretaria de Turismo e Cultura de Cunha, o Festival Curta no Celular e o Sesc – Serviço Social do Comércio.

Em Cunha, essa oficina também teve o apoio do Restaurante Melhor Hora e da Pousada Vila Rica.

(Fotos – Salvador Pacetti Neto e Joás Ferreira)

Oficina – A Revelação da Máquina 

4 de novembro de 2019 – 13h30 às 17h30

A partir de 14 anos, 4 horas de duração, 20 vagas – Gratuita!

Local: Escola Carlito Maia (Avenida Padre Rodolfo, 127 – Alto do Cruzeiro)

Inscrições: Secretaria de Turismo e Cultura de Cunha – Praça Cônego Siqueira, 36 (Praça da Matriz)

É uma oficina gratuita trazida para Cunha graças à parceria entre a Secretaria Municipal de Turismo e Cultura, o Museu da Imagem e do Som (MIS) e a Secretaria de Estado da Cultura e Economia Criativa.

Objetivos da oficina

Como entender a luz para construir uma imagem? Como trabalhar o foco? O que é preciso destacar para que entendam sua ideia? Nesta oficina os participantes irão explorar e discutir problemas comuns na hora de construir uma imagem, usando a câmera como instrumento para tal. Através de exercícios práticos, os alunos irão aprender as funções da câmera para atingir o resultado mais próximo da intenção imagética desejada.

Oficineira: Natália Tonda

Fotógrafa de formação, realiza oficinas de fotografia analógica e digital. Atua como oficineira no projeto Pontos MIS, do Museu da Imagem e do Som, em São Paulo. Trabalhou como fotografa da 29 Bienal de Artes de São Paulo, trabalhou com produção cultural na exposição “Em nome dos Artistas” – Bienal de São Paulo, e na Ação Educativa do Instituto Tomie Ohtake. Atualmente ministra oficinas e cursos de fotografia básica, além de atuar como freelancer e assessora em projetos fotográficos.

natalia tonda

Apoio: Escola Carlito Maia

Mais peças produzidas por alunas e alunos do Curso de Cerâmica para a Terceira Idade, da Escola Carlito Maia, sob a orientação do jovem ceramista José Augusto, da comunidade da Várzea do Tanque, de Cunha (SP)
(Nas fotos, a turma da noite e algumas das suas peças)

Aconteceu, ontem (17 de setembro de 2019), a Oficina “Da ideia ao roteiro: Aspectos elementares da criação”, com a roteirista Daniela Smith, na Escola Carlito Maia, um projeto do Pontos MIS-Cunha, da Secretaria de Turismo e Cultura de Cunha em parceria com o Museu da Imagem e do Som (MIS) e com a Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa.

Começou, ontem (13 de setembro de 2019), o Curso de Cerâmica para a Terceira Idade, da Escola Carlito Maia, sob a coordenação do instrutor José Augusto, da Comunidade da Várzea do Tanque (Cunha-SP).
No primeiro dia, as duas turmas (tarde e noite) tiveram uma aula teórica e de apresentação do curso e já puderam pôr a mão na massa, num contato inicial com a argila.
O curso continua por 10 meses e, nesse período, será possível ter acesso a técnicas de modelação e de queima da cerâmica de baixa temperatura, resgatando de certa forma uma tradição do Município de Cunha.

Começa nesta sexta-feira (13 de setembro de 2019), com duas turmas, o Curso de Cerâmica para a Terceira Idade, da Escola Carlito Maia, com o instrutor José Augusto.

flyer simplificado

Escola Carlito Maia

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.