You are currently browsing the monthly archive for agosto 2014.

A Escola Carlito Maia, representada por sua idealizadora Dulce Maia, recebeu a visita de Micaela Giuliani Santi e de Luiz Alberto Amorim que, em breve, desenvolverão oficinas especiais e gratuitas para a população de Cunha.
A primeira, com Luiz Alberto, será de gastronomia e as aulas práticas estão previstas para acontecerem na cozinha experimental da SerrAcima.
Aguarde mais informações!

modificada_site_IMGP5337

Anúncios

Um magnífico evento, realizado neste sábado (23 de agosto), na Escola do Bairro do Paraitinga-Programa Escola da Família, marcou o pré-lançamento do projeto SOS Rio Paraitinga, que é uma iniciativa da Escola Carlito Maia, Caminhos de Cunha e Vale Radical.

O projeto tem o apoio do SOS Mata Atlântica, Eco-Atlântica e Econsenso e visa a recuperação do rio Paraitinga (que, junto com o Paraibuna, forma o Rio Paraíba do Sul), a sua limpeza, o plantio de mata ciliar, a implantação de biofossas e a disseminação da educação ambiental.

Durante o evento, foram explicados todos os objetivos do projeto, realizadas oficinas de reciclagem, exposição de materiais e equipamentos para esportes radicais, distribuição de 500 mudas de árvores nativas, gincanas, apresentação de coral e grupo de dança dos alunos, performance do Zé do Paraíba e muito mais.

23-08_MG_7693 23-08_MG_7816

L1840064 L1840151

depoimnento - dulce

Em setembro, estarão abertas as inscrições para as Oficinas Gratuitas de Arte, da Escola Carlito Maia e da Caminhos de Cunha. As aulas começarão em outubro e vão até maio de 2016.

As oficinas serão ministradas por grandes artistas: Ricardo Pompilio (Arte em Madeira), Luciano Almeida (Escultura), André Bahia (Teatro), Felipe Zuniga (Desenho), Guataçara Monteiro (Pintura em Mural) e Luciana Albuquerque Cordeiro de Farias (Artesanato).

Para que os seus cursos sejam sempre gratuitos, a Escola Carlito Maia busca recursos das mais variadas maneiras, visando com insistência garantir a qualificação profissional dos moradores do município de Cunha, de forma a lhe proporcionar novas e interessantes alternativas de trabalho.

No caso das oficinas, os recursos vieram por meio de uma emenda parlamentar, apresentada pelo deputado estadual Adriano Diogo, a quem a diretoria da escola agradece pela iniciativa e pelo empenho na aprovação da emenda.

Outra forma de garantir a gratuidade dos cursos são as parcerias estabelecidas com entidades como o Senac-Guaratinguetá, que trouxe o Curso de Jardineiro, está desenvolvendo o de Vendedor e, em breve, ministrará o Curso de Auxiliar de Escritório. Todos estes cursos garantem certificação reconhecida em todo o território nacional.

1901810_590579997695911_636894763_n

Na região, do Bairro do Paraitinga, em que o projeto piloto do SOS Rio Paraitinga vai ser lançado, com uma navegação inicial, num pequeno trecho do rio, feita pela Vale Radical, foi possível recolher cerca de 400 kg de lixo!

 

 

A Escola Carlito Maia é co-autora desse projeto, que visa recuperar e proteger o Rio Paraitinga, e convida a todos para participar do seu pré-lançamento, na Escola do Bairro do Paraitinga, no próximo sábado (23), às 13 horas.

 

cartaz_pré-laçamento_reduzido

Alunos do Curso de Jardineiro, ministrado recentemente pela Escola Carlito Maia e Senac Guaratinguetá, acabam de formar um grupo que vai executar profissionalmente serviços de jardinagem e de manutenção de gramados.

O grupo se chama “Flor da Serra” e pode ser contatado pelo telefone (12) 99729-7454 ou pelo e-mail flordaserracunha@gmail.com

 

flor

Ontem (4 de agosto), aconteceu a aula inaugural do Curso de Vendedor, que será ministrado pelo Senac Guaratinguetá, em parceria com a Escola Carlito Maia, em Cunha (SP).
As aulas vão até o dia 17 de outubro e garantirão aos alunos, que concluírem o curso, certificado de qualificação profissional, reconhecido em todo o território nacional.
O público alvo atingido, por mais esse curso que é totalmente gratuito, abrange alunos a partir de 16 anos de idade.
vendedor_IMGP4891 vendedor_IMGP4896 vendedor_IMGP4899

Dulce e Claudius2

Durante a realização da Flip 2014, em Paraty (RJ), a criadora e incentivadora da Escola Carlito Maia, de Cunha (SP), Dulce Maia de Souza, teve um feliz encontro com um velho amigo, o Claudius Ceccon, um dos grandes cartunistas brasileiros.

Ele também foi amigo de Carlito Maia (irmão de Dulce e patrono da escola) e tornou-se amigo de Dulce no tempo em que os dois estiveram exilados, durante o regime de exceção no Brasil. Segundo ela, o Claudius tem seu trabalho fortemente voltado para a educação.

Atualmente, ele publica seu trabalho regularmente na revista Caros Amigos, na edição brasileira do Le Monde Diplomatique e no suplemento “Ilustríssima”, da Folha de S.Paulo. Além disso, foi um dos fundadores e, atualmente, é diretor da organização Centro de Criação de Imagem Popular (Cecip), produtora de conteúdos educacionais. Foi também um dos fundadores d’O Pasquim, ao lado de Jaguar, Prósperi, Tarso de Castro e Sérgio Cabral.

Na Flip, acompanhado do jornalista Sérgio Augusto e do caricaturista Cássio Loredano, Claudius explicou por que o homenageado Millôr é chamado de ‘Guru d Méier’: “Guru significa o velho homem que passa sabedoria. E esse era Millôr, mestre de toda uma geração de humoristas.” Segundo o cartunista o que mais marcou a personalidade de Millôr foi “a fidelidade a si mesmo, seu destemor de livre-pensar. O humor do Millôr é universal e, ao mesmo tempo, profundamente carioca”.

Ao longo de sua carreira, Claudius colaborou com inúmeras revistas: Manchete, Mundo Ilustrado, O Cruzeiro (onde conheceu Millôr), Pif-Paf, Revista da Semana e Bundas. Seu engajamento com a comunicação popular aconteceu durante o exílio político, em Genebra, na década de 1970. Na época, era Secretário Executivo de Comunicação de uma organização internacional, a WSCF World Student Christian Federation, e se tornou amigo de Paulo Freire, com quem fundou o Idac, Instituto de Ação Cultural.

Depois do seu mandato na WSCF, Claudius dedicou-se a projetos do Idac, na Europa e na África, foi professor adjunto na Escola de Arquitetura da Universidade de Genebra, correspondente de Veja junto à sede europeia, da ONU, correspondente do Pasquim e fez frilas para várias organizações internacionais da família das Nações Unidas, o que contribuiu para disseminar seus desenhos mundo afora.

Uma preocupação que o acompanha até hoje, a democratização da informação, levou-o a criar o Cecip na década de 1980, com uma proposta inovadora para a época – o uso do vídeo em comunicação popular, com profissionais de primeira linha.

O cartunista foi justamente homenageado, com a exposição “Claudius: Quixote do Humor”, realizada no Sesc Santo Amaro, de 8 de maio a 27 de julho.

(Informações recolhidas nos portais IG e Observatório da Imprensa)

Novidade fantástica para os cunhenses!

As oficinas, além de totalmente gratuitas para os alunos, serão ministradas por grandes artistas. Veja: Ricardo Pompilio – Arte em Madeira; Luciano Almeida – Escultura; André Bahia – Teatro; Felipe Zuniga – Desenho; Guataçara Monteiro – Pintura em Mural; e Luciana Albuquerque Cordeiro de Farias – Artesanato.
Essa é uma iniciativa da Caminhos de Cunha e da Escola Carlito Maia.

As inscrições começam em setembro!

 oficinas8a-menos