Por Lourenço Diaféria (publicado em 16/04/2006)

O Carlito Maia tem mais amigos do que a quantidade de pétalas dos buquês de flores que ele manda entregar em domicílio.

Dizem que nenhuma borboleta é igual a outra borboleta.

Da mesma forma nenhuma pessoa é igual a outra pessoa.

Talvez seja esse o maior milagre da natureza e uma das pistas para imaginar a criatividade de Deus e a dimensão infinita da eternidade.

Mas, mesmo admitindo que um Carlos seja um Carlos único, e não um outro Carlos.
A cidade de São Paulo, e por extensão o Brasil tem o mais singular Carlos de todos.
Um único, inconfundível, um doce e bravo senhor que já ultrapassa a casa dos 70.
Que poucos conhecem como Carlos Maia de Souza.

Mas todos conhecem de perto ou de longe, com os olhos ou com o ouvir dizer como:
Carlito Maia.

O Carlito Maia pode ser definido como um profissional prismático. Desses que tem mil capacidades. Mas qualquer que seja a face exposta à luz, ele inventa um arco-íris.

O Carlito Maia sempre se comunicou com as palavras, que ele sabe usar como ninguém.
Seus bilhetes, suas cartas, enviados a destinatários particulares ou remetidos a jornais e revistas que os publicam, tornaram-se símbolos de seu caráter e de sua militância pelas causas sociais no Brasil.

Nada lhe escapa: A malandragem dos malandros, a desonestidade dos desonestos a safadeza dos safados, estejam entocadas nos porões ou nos pináculos do poder, tem sido alvo de suas flechas, de seu ariete e de sua borduna, mas isso sem perder a graça, a ironia, o bom humor.

Ser amigo do Carlito Maia não é um privilégio para poucos, ao contrário, o Carlito Maia tem mais amigos do que a quantidade de pétalas dos buquês de flores que ele manda entregar em domicílio.

Muita gente ingênua chegou a pensar que o Carlito fosse dono de uma rede de floriculturas ou que o Carlito tivesse um latifúndio de rosas lá em Minas, lá em Lavras, de onde veio para ser paulistano até o último fio de bigode.

Na verdade o que o Carlito Maia tem é um jardim no coração.

Nesta semana esse amigo de milhares está sendo homenageado por muitos amigos.
Que num momento da vida aprenderam a sabedoria de suas frases, que se tornaram famosas e continuam famosas a espera de quem as recolha em livro.

Mais ou menos de memória cito algumas dessas frases:

O povo está preparado para votar, Pelé. O que não sabemos é bater pênalti.

Quem tem mãe, não sabe o que está perdendo.

Vivo livre e solitário como uma árvore. Porém solidário como uma floresta.

Evitem acidentes, façam tudo de propósito.

Estar vivo. É o único privilégio que importa.

Noite mais bela. Só se ouvia a luz da vela.

Sou o que de mim fiz, porque assim quis.

Vivo sozinho, mas em boa companhia.

Sonho. Logo existo.

Venci na vida. perdendo.

Em terra de doidos. Quem tem juízo é doido.

O futuro é o presente depois.

A esperança já perdi várias vezes. A fé jamais.

Está aí nosso Carlito Maia filósofo, uma hora cáustico, outra hora radical, outra hora bonachão, mas eternamente terno.

Carlito Maia perdeu a voz, o ar que tange as cordas vocais, só consegue emitir o som do silêncio. Mas o brilho de seus olhos ao receber um abraço dos amigos é um ramalhete de estrelas em sua face.

Baita Abracito, cara!

Lourenço Diaféria foi jornalista e escritor. Essa crônica foi levada ao ar em seu programa na Rádio Bandeirantes em novembro de 1998, por ocasião da semana Viva a Vida em homenagem a Carlito Maia.

 

carlito solidário

Anúncios

A Escola Carlito Maia (ECM) é uma associação criada por Dulce Maia de Souza, sem fins lucrativos, que busca promover a qualificação profissional, artística e cultural de jovens e adultos, da cidade de Cunha (SP). Para isso, conta com parcerias importantes, como o Senac-Guaratinguetá, o Centro Paula Souza e o Sesc Taubaté.

Alguns associados da ECM contribuem periódica e voluntariamente para o custeio das despesas mensais e manutenção dos seus cursos. A definição do valor e da periodicidade ficam a critério do doador.

Isso pode ser feito pela conta corrente do Banco do Brasil 14703-6, ag. 2022-2, em nome da Associação Escola Carlito Maia (CNPJ 14.754.467/0001-31).
Caso se confirme a doação, pedimos que nos informe, preferivelmente, pelo e-mail da escola: escolacarlitomaia@hotmail.com, mandando uma cópia do depósito, juntamente com a identificação e contatos do doador (telefone e e-mail).

O ano foi curto.

Tudo recomeçou em outubro, depois de um período de inatividade, para a Escola Carlito Maia (ECM). Mas o rendimento foi ótimo!

A reabertura da ECM, em sua nova sede (Avenida Padre Rodolfo, 127, Alto do Cruzeiro, Cunha),  foi marcada por uma exposição de desenhos do artista, ceramista e músico Alberto Cidraes.

Depois, conseguimos renovar a parceria com o Senac-Guaratinguetá, o que rendeu o desenvolvimento de dois cursos de qualificação: Recepcionista e Empreendedores em Pequenos Negócios, que reuniram cerca de 30 alunos. Para 2018, novos cursos já estão sendo negociados. Aguarde a divulgação.

Além disso, realizamos duas oficinas de customização de roupas: uma na nova sede da escola e outra na Amprasp (Associação dos Bairros do Rio Abaixo, Rodeiro, Sítio e Paraibuna, que fica na Estrada do Paraibuna, km 6,5).

Veja algumas imagens das nossas atividades, em 2017, e aguarde muito mais em 2018!

A última aula dos cursos de Recepcionista e de Empreendedor em Pequenos Negócios foi dia de apresentar trabalhos e de festejar.

Os cursos foram realizados na Escola Carlito Maia (ECM), em Cunha (SP), com a parceria do Senac-Guaratinguetá, e reuniram cerca de 30 participantes, nos últimos dois meses.

A ECM agradece ao Senac, aos alunos, aos professores (Fausto Oliveira e Cris Evelin) e à parceira Lilian Ramos, chefe de cozinha e pousadeira de Cunha (da Pousada Shambala), que deu a última aula e ofertou aos alunos três cursos: dois para recepção, hospedaria e garçom e um de inglês (primeiro estágio).

Em 2018, virão novos cursos. Aguardem!

(Fotos: Salvador Pacetti)

Em abril de 64, uma semana depois da queda do presidente constitucional João Goulart, Carlito escreveu aos filhos:

“O ideal é unicamente esse: ser livre, mas livre como o ar, mas livre como a luz e como o espírito que vai onde lhe apraz, onde aspira, onde sonha, onde quer! Eu não sei até onde a liberdade poderá levar-me, a que praias remotas, a que abismos… Não sei. Mas eu irei com ela seja para onde for”.

Com uma turma muito participativa e assídua, o Curso de Recepcionista da Escola Carlito Maia (ECM), em parceria com o Senac – Guaratinguetá está indo muito bem, sob a batuta da professora Cris Evelin. Veja algumas fotos:

 

 

No curso de empreendedor da Escola Carlito Maia e Senac-Guaratinguetá, os alunos tiveram de criar e construir uma pipa, com escolha de cores, formato, logomarca/logotipo, definição de mercado, planejamento de custo, definição de público alvo, preço, etc.

O exercício foi muito produtivo e esclarecedor. No final do exercício, as equipes (empresas) tiveram de apresentar os seus trabalhos (produtos) e explanar sobre sua concepção, plano de trabalho, de marketing e vendas. Tudo sob a orientação do professor Fausto Oliveira.

Veja algumas fotos da turma do curso de Empreendedor em Pequenos Negócios, da Escola Carlito Maia (ECM) e Senac – Guaratinguetá, e o professor Fausto Oliveira.

No dia 25 de outubro, essa turma recebeu a visita da Marina Valadão, presidente da ong SerrAcima, que falou sobre um projeto muito legal chamado Projeto Juventude Agroecológica, que vai capacitar e apoiar 60 jovens que moram na zona rural na produção de hortas para consumo familiar.

Jovens da roça que se interessarem podem ligar para (12) 3111-1744, para esclarecer dúvidas e se inscrever nesse projeto.

Está inscrito nos cursos da Escola Carlito Maia em parceria com o Senac – Guaratinguetá, não perca a primeira aula, amanhã, dia 23 de outubro, às 13,30 h (Recepcionista) e 18,30 h (Empreendedor em Pequenos Negócios)

ecm contato

Escola Carlito Maia

  • Ao invés de uma pedra fundamental a escola realizou a cerimônia do plantio da ÁRVORE Fundamental. Compromisso com a sustentabilidade.Escola Carlito Maia 6 years ago
  • "É preciso toda uma aldeia para educar uma criança" ditado AfricanoEscola Carlito Maia 6 years ago
  • "Nós não precisamos de muita coisa, somente uns dos outros." Carlito Maia (1924-2002)Escola Carlito Maia 6 years ago
Anúncios