Carlito Maia, com certeza, teria a palavra mais adequada para expressar o que significa este 22 de junho. E essa palavra seria acompanhada de flores. 
Ele tinha o costume de presentear os amigos e amigas com buquês e frases. Parafraseando Lourenço Diaféria, mais do que qualquer coisa, Carlito Maia tinha um jardim no coração. Sempre a palavra certa, o sentimento certo e a flor certa, na hora certa.
Pois, foi num dia como este 22 de junho, 12 anos atrás, que Carlito morreu. Deixou a vida que ele definiu assim: “Uma vida não é nada. Com coragem, pode ser muito”.
Pode-se dizer, entretanto, que ele conjugou o verbo viver intensamente.
Sinta-se florido, Carlito!
Imagem
Anúncios